Os tipos de chocolates: entenda as diferenças

Tipos de Chocolates

Existem vários tipos de chocolates. Cada um de nós tem a sua preferência. Mas será que sabemos a diferença entre eles? Por exemplo, o chocolate intenso de verdade e que faz bem à saúde, não precisa levar leite e não contém glúten. Além disso, quanto menos açúcar ele tiver, mais nutritivo será.

De onde vem o Cacau?

O cacau é uma planta nativa de uma região que vai do México, passando pela América Central até a região tropical da América do Sul, sendo o principal componente do chocolate.

Ele é repleto de nutrientes, tais como: manganês, cobre, magnésio, ferro, fósforo, cálcio, potássio e vitaminas A, D, E, além das vitaminas do complexo B.

Cada um desses nutrientes tem o seu benefício à saúde, você pode conferir de forma mais aprofundada sobre eles nesse artigo.

O cacau ainda é rico em polifenóis, que são substâncias consideradas antioxidante, com potencial de melhora do sistema imunológico, cardiovascular e do perfil lipídico. Isso aumenta o colesterol bom (HDL) e diminui o colesterol ruim (LDL).

O chocolate também estimula a produção da feniletilamina no corpo. Essa é a substância que causa sensação de extremo bem-estar quando ingerida, pois é precursora da serotonina, o neurotransmissor conhecido como “substância química do bem estar”.

E quais são os principais tipos de chocolate?

Chocolate branco

Chocolate Branco - Tipos de Chocolates
Chocolate Branco – Tipos de Chocolates

Entre os principais tipos de chocolates, o chocolate branco contém leite, açúcar e manteiga de cacau, mas não leva a massa de cacau. Por isso, ele tem muito mais açúcar e gordura em sua composição e não acrescenta nenhum beneficio à nossa saúde.

Chocolate ao leite

Chocolate ao Leite - Tipos de Chocolates
Chocolate ao Leite – Tipos de Chocolates

É um dos tipos de chocolates mais conhecidos. Contém os mesmos ingredientes que o chocolate amargo, mas suas proporções são diferentes – leva menos massa de cacau, mais manteiga e açúcar.

Ele ainda leva leite em pó para chegar à cor marrom clara, textura cremosa e sabor mais adocicado, além de maior concentração de açúcar e gordura, responsáveis por sua cremosidade. Como tem menos massa de cacau, é pobre em nutrientes e fitoquímicos, logo não proporciona benefícios ao organismo como a versão intensa.

Chocolate intenso – Porque é SUPER

Chocolate Intenso - Quetzal
Chocolate Intenso – Quetzal

Também conhecido como chocolate amargo, o chocolate intenso contém massa de cacau que varia de 50% a 100%, manteiga de cacau e, algumas marcas utilizam o açúcar. Quanto maior o teor de cacau, mais amargo o sabor, menos manteiga de cacau e menos açúcar ele terá, ou seja, será mais puro, nutritivo e rico em fitoquímicos.

Além disso, fornece uma alta concentração de flavonoides, que funcionam como um vasodilatador natural das artérias.

Resultado: a pressão fica sob controle. Por exemplo: uma barra 80% cacau (ou mais), oferece cerca de 53,5 miligramas de flavonoides. Em uma barra de chocolate ao leite, há menos de 14mg de flavonoides.

BENEFÍCIOS EXTRAS DO CHOCOLATE INTENSO

Chocolate Intenso Quetzal

O Chocolate Intenso também reforça o sistema imunológico e favorece a circulação do sangue. Um estudo da Universidade de Colônia, na Alemanha, afirma que porções moderadas no dia a dia de chocolate intenso não alteram o peso nem as taxas de açúcar no sangue.

E Melhor: os flavonoides protegem os neurônios dos efeitos dos radicais livres.

DICAS DE COMO CONSUMIR

Você pode ser bastante criativo na hora de consumir o chocolate intenso. Polvilhe, por exemplo, frutas, iogurte com pedaços de chocolate, ou use em bolos e doces. Você pode também comer diariamente três quadradinhos (30 gramas) de chocolate intenso em lanches!

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais! =)

Texto escrito pela Nutricionista e Parceira Karen Schlösser

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − nove =